Implantação do Fórum Municipal do Lixo e Cidadania é discutida em Cariri
Publicado em: 14/12/2017 ás 09:39:00

A forma como uma sociedade lida com o lixo diz muito a seu respeito. O caso é de saúde pública e dever de cada cidadão juntamente com o poder público. Para discutir essa temática está sendo implantado o Fórum Municipal do Lixo e Cidadania, uma parceira entre a Diretoria de Meio Ambiente de Cariri do Tocantins e o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins).  

Foi ministrada na tarde desta quarta-feira, 13, uma palestra com a educadora ambiental do Naturatins, Edna Mendonça, e a fiscal ambiental, Zenaide Maciel, em que relataram que 108 municípios do Tocantins utilizam os lixões e que 77 cidades ainda descartam os resíduos de serviços de saúde em seus lixões, muitas vezes sem nenhuma separação dos demais resíduos.

Segundo elas, houve um aumento excessivo da quantidade de lixo, sendo que no Brasil gera-se por dia um quilo de resíduos. Isso se deve ao aumento do poder aquisitivo e pelo perfil de consumo da população. Elas destacaram que quanto maior é o consumo de produtos industrializados, mais lixo é produzido.

Segundo as palestrantes, o lixo tem três composições. 65% a 70% são materiais orgânicos, 25% a 30% são materiais recicláveis, e apenas 5% realmente são resíduos.   No entanto, no Tocantins, ainda é muito tímida a coleta seletiva. Outro problema destacado pelas profissionais, é que os tocantinenses ainda possuem o hábito de atear fogo nos lixos, o que provoca uma fumaça tóxica. “Eles fazem isso achando que estão limpando e pelo contrário, estão poluindo o ar”, enfatizaram.

Fórum Municipal do Lixo e Cidadania

O Fundo Municipal do Lixo e Cidadania é um espaço de discussão, proposição e apoio técnico para a gestão de resíduos sólidos urbanos.

Congrega entidades governamentais, não-governamentais e de representação social envolvidas direta ou indiretamente com a questão dos resíduos sólidos. O Fórum tem como objetivo a erradicação dos lixões, a coleta seletiva prioritamente, em parceria com os catadores e a destinação final adequada dos resíduos sólidos urbanos. Também busca discutir soluções coletivas, agrega interessados atuantes e responsáveis pela gestão dos resíduos sólidos.

Sugestões

Durante as discussões os participantes apresentaram algumas sugestões como sensibilizar as pessoas para que faça a separação do lixo em casa; repassar informações sobre coleta seletiva às crianças; recuperação e revitalização da área onde funciona o lixão; fiscalização de como as pessoas estão depositando o lixo; melhorar os equipamentos de trabalho dos garis e disponibilizar à população nos pontos públicos contêineres para dispensação de lixo, apoiar e acompanhar  o processo de consórcios municipais de aterros sanitários.

Ainda durante a palestra foi formada a comissão do Fórum Municipal do Lixo e Cidadania que terá como coordenador o Diretor de Meio Ambiente de Cariri, Fernando Dias; vice-coordenador, George Falcão; secretário executivo, Paulo Sérgio Santana e suplente, Brenda Ferreira.

O Diretor de Meio Ambiente e Coordenador do Fórum, Fernando Dias, relatou que a missão de conscientização das pessoas sobre o descarte do lixo não é fácil, porém não é impossível e que isso passa por uma educação que deve começar com as crianças nas escolas. Segundo ele, o Fórum tem que agregar as pessoas de diversas áreas para debater esse tema tão importante que às vezes é deixado de lado, mas que ocasiona inúmeros problemas. Conforme ele, são ações pequenas e rotineiras que farão muita diferença, como por exemplo, a separação do lixo em casa. “Se cada um fizer sua parte obteremos resultados satisfatórios. Não devemos pensar que o lixo é um problema do gestor municipal, mas de todos nós”, finalizou. 

Notícias relacionadas